Como ser mais sustentável em minha casa: 5 dicas para você colocar em prática

O tema “Sustentabilidade” vem sendo cada vez mais discutido entre vários setores do mundo. Na construção civil não seria diferente! Sabemos que a indústria da construção civil é uma das que mais polui e mais gera resíduos urbanos no Brasil e no mundo. Mas nós sabemos o que você pode fazer na sua casa para colaborar com a diminuição dos impactos ambientais. Nesse texto mostramos 5 dicas de como ser mais sustentável em sua casa.

DICA 1: Projete edificações adequadamente em cada terreno

Sua casa deve estar posicionada adequadamente no terreno, trazendo o uso eficiente da luz e calor do sol e dos ventos. Assim, diminui a necessidade de consumo de energia elétrica para geração de luz e aquecimento/resfriamento.

Aqui estão o uso adequado de esquadrias, dispositivos de sombreamento, clarabóias, entre outros. O objetivo é aproveitar ao máximo o que o sol pode fornecer, bem como os ventos.

DICA 2: Use materiais mais sustentáveis

Uma edificação deve ser construída e/ou reformada usando materiais mais sustentáveis. E quando falamos de materiais mais sustentáveis, estamos falando de materiais que possuem algumas propriedades importantes e que podem diminuir o impacto ambiental das edificações.

Podemos classificar que os materiais são mais sustentáveis quando diminuem o consumo de energia elétrica ou de água da edificação. Os materiais mais sustentáveis garantem menor emissão de CO2 para a atmosfera durante sua produção e são mais saudáveis, ou seja, causam menos danos à saúde humana durante sua produção e uso. Os materiais sustentáveis são feitos de materiais reciclados ou biodegradáveis ou, então, possuem grande potencial de reciclabilidade e reuso.

Sendo assim, os materiais podem ser considerados mais sustentáveis quando atenderem algum desses requisitos. Na Ark Sustentável você encontra uma biblioteca digital com mais de 1000 produtos sustentáveis para utilizar na sua obra. Além das informações técnicas, você pode encontrar informações de sustentabilidade e certificações ambientais que os materiais possuem.

DICA 3: Aumente a eficiência hídrica da edificação

Para uma casa mais sustentável, você pode instalar sistemas que aumentem a eficiência de água, como por exemplo o sistema de captação de água da chuva. Não sabe como funciona? A gente te explica! Veja neste post o que é um sistema de captação de água da chuva.

Além do reuso de águas pluviais, utilizar equipamentos e utensílios com eficiência hídrica é essencial, seja nos banheiros, cozinha ou lavanderia.

                                                                      Casa com sistema de captação de água da chuva

DICA 4: Utilize energia renovável

A nossa quarta dica fica por conta da utilização de energia renovável.

É possível gerar energia elétrica a partir da luz do sol, utilizando sistema de placas fotovoltaicas nos telhados. Com este sistema, a cada pode se tornar autossuficiente em energia elétrica, diminuindo a queima de combustíveis fósseis para geração de energia.

A segunda forma de utilizar energia renovável é através do aquecimento solar de água. 

                                          Casa com sistema de aquecimento solar e placas solares

DICA 5: Cuide do seu resíduo

Nas cidades brasileiras, metade do resíduo urbano é gerado dentro de casa. E nós já ensinamos o que são os resíduos domésticos e o que fazer com ele neste post.

Duas coisas são importantes na hora de cuidar do nosso resíduo. Primeiro, separação do resíduo reciclável do resíduo orgânico. De acordo com o Panorama de Resíduos Sólidos no Brasil de 2021, quase 75% das cidades brasileiras apresentam alguma iniciativa de coleta seletiva. Não tem porque não separar nosso lixo seco!

Mas e o resíduo orgânico? O que fazer? A solução para os resíduos orgânicos são as composteiras domésticas. Com o uso das composteiras domésticas, os resíduos orgânicos deixam de gerar gás metano nos aterros sanitários, o que diminui a emissão de gases de efeito estufa para a atmosfera.

Composto orgânico produzido em compostagem doméstica.

Gostou? Agora você já sabe como ser mais sustentável na sua casa.

 

Compartilhe:

Receba nossas notícias

Inscreva-se em nossa Newsletter